14.1.11

13.1.11

Estrela da Tarde



«Quando nós nos olhámos tardámos no beijo que a boca pedia
E na tarde ficámos unidos ardendo na luz que morria
Em nós dois nessa tarde em que tanto tardaste o sol amanhecia
Era tarde de mais para haver outra noite, para haver outro dia. »

23.5.10

Vinte




Pois é, sou velha.
Obrigada por um dia maravilhoso.

16.4.10

Strawberry Cheesecake




É a especialidade da casa.

29.3.10

4th

A Florbela Espanca um dia disse sobre o seu amado: "Não és sequer a razão do meu viver, pois que tu já és toda a minha vida!".
Pois bem - a senhora não era maluca. Tinha razão, e muita - e prova que o Amor verdadeiro existe. Eu, sendo céptica e pessimista em muitos aspectos, sou uma verdadeira apaixonada na mais pura acepção da palavra. Se há coisa que é certa neste Mundo, e se há coisa que nos pode salvar quando tudo o resto parece negro, é o Amor. E isso é o que de mais grandioso existe nesta nossa breve existência. É maior que a fé num deus qualquer, que uma convicção política, que um ódio de estimação. Se nos fosse dado a escolher entre isso e todas as outras coisas, era o que escolheríamos em detrimento de tudo o resto.
E eu, especialmente hoje, grito ao Mundo que faço parte do grupo de pessoas que têm a sorte de o sentir.

Qualquer pessoa que nos conhecer pode atestar que o nosso amor se vê e se sente a milhas de distância. Qualquer pessoa vê que fomos feitos um para o outro. "Blablablabla, que lamechas, que totó, és muito nova, és muito parva, isso daqui a uns tempos já não é assim." Pois bem, eu a essas pessoas digo: só fala assim quem não sentiu.

Nunca no meu íntimo senti tanta certeza de que quero passar o resto da vida, e partilhar o resto das minhas vivências com ele. Digo sem vergonha que sou totalmente fascinada, embasbacada e obcecada com ele. E digo sem medo que se tenho fé em alguma coisa, é no que somos e no que somos capazes de fazer.
Tenho a certeza de que a família que somos e que seremos é tudo o que desejo para toda a minha vida. E tenho a certeza de que hoje é o quarto aniversário do melhor que já me aconteceu.

O tal formigueiro na barriga, o não conseguir dormir, é verdadeiro e fala por si. E orgulho-me muito de dizer que apesar de já terem passado estes anos, ainda o sinto.
Ainda sinto o formigueiro na barriga quando ouço o elevador do meu prédio a chegar e sei que estás quase a chegar.
Ainda choro quando me escreves e me dizes coisas bonitas.
Ainda tenho falta de sono quando temos daqueles dias maravilhosos que me fazem sonhar acordada.
E isso, meus caros - é Amor.

Eu preciso de ti para viver, e não me envergonho de o dizer.
Parabéns a nós! ***

Amo-te

8.3.10

Oito de Março

Oscars - Wardrobe

And the winners are...









A Rachel McAdams foi claramente a primeira no pódio.

Oscars

No rescaldo da noite, reflexões rápidas:
- Ganhei a noite com a vitória de Christoph Waltz na categoria de Melhor Actor Secundário;
- Fiquei tremendamente triste quando o Tarantino não ganhou Melhor Realizador. Feminismos à parte, não é possível que um realizador daquele calibre ainda não tenha sido reconhecido pela Academia. Amigos, acordem! Jackie Brown, Pulp Fiction, Reservoir Dogs, Inglorious Basterds, Deathproof, Kill Bill? O Quentin já merecia um senhor dourado em cima da lareira;
- Ainda não tive oportunidade de ver o Hurt Locker, portanto não teço comentários;
- Queria o Laço Branco para melhor filme estrangeiro.

6.3.10

Alice



Um fanatismo absurdo pela obra de Lewis Carroll somado com uma militância ridícula pelos filmes e imaginário de Tim Burton dão origem a uma rapariga muito feliz. Saí do Monumental ontem à noite fascinada com o país-maravilha!

24.2.10

Hair - Frank Mills



Cabelos compridos, calças à boca de sino, drogas e revolução sexual.
Adoro o "Hair".

Just to name a few

"Is man just one of God's mistakes, or is God just one of man's?"

"I find it necessary to wash my hands after I have come into contact with religious people."

"Faith means the will to avoid knowing what is true."

"Jesus died too early: he himself would have disavowed his doctrine had he attained to my age!"

"The spiritualization of sensuality is called love: it is a great triumph over Christianity."

Friedrich Nietzsche

*

"It has been said that the highest praise of God is to be found in the denial of Him by the atheist, who considers creation to be perfect enough to dispense with a Creator."

Marcel Proust

*

"Only the atheist realizes how morally objectionable it is for survivors of a catastrophe to believe themselves spared by a loving God while this same God drowned infants in their cribs"
Sam Harris

*

"I turned to speak to God
About the world's despair;
But to make matters worse
I found God wasn't there."
Robert Frost

*

"Christianity is the most ridiculous, the most absurd and bloody religion that has ever infected the world."

"The Bible. That is what fools have written, what imbeciles command, what rogues teach, and young children are made to learn by heart."
Voltaire

*

"In religion,
What damned error but some sober brow
Will bless it and approve it with a text
Hiding the grossness with fair ornament?"
William Shakespeare

*

"When I think of all the harm the Bible has done, I despair of ever writing anything to equal it."
Oscar Wilde

*

"Examine the religious principles which have, in fact, prevailed in the world. You will scarcely be persuaded that they are any thing but sick men's dreams."
David Hume

*

"A dream is a scripture, and many scriptures are nothing but dreams."
Umberto Eco

*

"Lighthouses are more helpful than churches"
Benjamin Franklin

*

"He who has made great moral progress ceases to pray."
Immanuel Kant

*

"I am against religion because it teaches us to be satisfied with not understanding the world."
Richard Dawkins

*

"You never see animals going through the absurd and often horrible fooleries of magic and religion... only man behaves with such gratuitous folly. It is the price he has to pay for being intelligent, but not, as yet, quite intelligent enough."
Aldous Huxley

Glee




So awesome.

!

Há tanta liberdade de expressão em Portugal que até se pode dizer que não há liberdade de expressão.

A ignorância vê-se a milhas




... e também na ortografia.

Revolta-me o ódio, a estupidez, a desonestidade intelectual que move estas pessoas. Tenho reflexos de regurgitação quando penso na falsidade moral que reina na mente desta gente velhaca e que faz com que pensem que as suas famílias são mais que a minha ou que outras.
Porque é que uma criança que foi adoptada singularmente por uma mulher não pode dizer que tem uma família?
Porque é que a avó que cria o neto sozinha não pode dizer que tem uma família?
Porque é que o jovem casal que vive em união de facto não pode dizer que tem uma família?
Porque é que se acha hoje em dia que é preferível uma criança não ter família nenhuma a viver com um casal homossexual?

Uma coisa tenho a dizer: existe muita insegurança sexual em Portugal. Muitos seres humanos com desejos recalcados que precisam de deitar as pulsões sexuais cá para fora em formato de estupidez. Existem 2500 pessoas que acharam que o melhor que tinham para fazer no passado Sábado, dia 21 de Fevereiro - o dia em que mais de 40 pessoas morreram e mais de 250 ficaram desalojadas na Madeira - era sair à rua e demonstrar a sua imbecilidade de uma forma tão notória, manifestando-se contra algo que não tem qualquer consequência prática para as suas vidas. "Ah e tal, tem consequências na minha vida porque afecta os valores da sociedade e coiso". Bullshit. Só alguém com muita insegurança em relação à sua própria sexualidade é que consegue ter motivação suficiente para sair de casa e manifestar-se contra o que os outros fazem na cama.

Alguns pais decidiram enfiar t-shirtzecas nos filhos e levá-los também à manifestação, incutindo-lhes uma ideologia de ódio e forçando-os a gritarem palavras que ainda não podem compreender. Qual foi a última vez que se viu isso numa parada do orgulho gay?

Não se pode aceitar que estas famílias que foram à manifestação afirmem com uma certeza quase doentia que representam a família ideal, a família certa. Não estou certa de que seja sequer a família maioritária (veja-se, por exemplo, que já há mais gente a casar pelo civil do que pela igreja). Não há duas iguais e certamente que ninguém vai entrar na minha casa e dizer-me que não me posso casar porque a minha família vale menos do que o modelo que defendem. Ninguém se meteu na família desta gente... porque é que insistem tão fanaticamente em meter-se na dos outros?

Os direitos fundamentais não são referendáveis. Normalmente, são sempre contra-maioritários: nunca faria sentido referendar o alargamento do direito de voto às mulheres, ou referendar o fim do sistema do Apartheid, ou referendar a possibilidade de se celebrarem casamentos interraciais. Vivemos numa democracia representativa, o que significa que os deputados eleitos representam o eleitorado. E o eleitorado votou de maneira a que pudesse ser aprovada esta lei, que tanto vai mudar a vida dos homossexuais em Portugal - até porque a lei, para além de acompanhar a transformação e a mudança de mentalidades numa sociedade, também modifica ela própria o sistema de valores em que vivemos.
Não vi ninguém estrebuchar quando uma proposta de referendo entregue na Assembleia da República em 2004 (com mais assinaturas do que o pedido de referendo ao casamento entre pessoas do mesmo sexo) foi rejeitada com maioria qualificada a partir dos votos do PSD e do CDS-PP. Porque é que esta iniciativa popular é menos valiosa do que a que foi promovida pela Plataforma Cidadania e Casamento? Porque é que a atitude do Governo socialista de José Sócrates é menos democrática do que a atitude que a direita tomou em 2004? E mais: porque é que é tão difícil entender que, estando esta medida prevista no programa de governo, este se encontrava politicamente mandatado para a efectivar? Tanto se queixa o povo, dizendo que os governantes nunca fazem o que prometem, e agora que aparece um governo a querer fazer o que prometeu cai o Carmo e a Trindade.


Revolta-me esta gente. Revolta-me a estupidez profunda de que padecem. O ódio transcendental que as move. A célula-base de uma sociedade não é o casamento - é a família. E, por mais que isso possa ser negado, dois homossexuais que vivem juntos, mesmo não sendo casados, são uma família. Com valores e direitos intrinsecamente iguais aos das famílias que se foram manifestar.

Espero sinceramente que nenhuma das crianças que compareceu à manifestação seja homossexual. Contra-natura não é ser homossexual, é pôr um filho fora de casa por ele se assumir, ou fingir que um namorado é um amigo. Isso é ser anormal. Isso é que é uma aberração.

22.2.10

Barcelona

Wonderful.












11.2.10

Vou ali....



... e já venho!

5.2.10

E entretanto...




... ando desaparecida mas não desapareci de vez.
Arctic Monkeys foi o menos bom de todos os concertos que já vi deles; mas mesmo assim foi brutal.

Agora, o Direito Administrativo chama.

23.1.10

M.I.A.

Sempre adorei a M.I.A..
À parte da música genial que faz, com uma capacidade criativa e inovadora rara, é um ícone de estilo e uma referência para mim. As cores fortes, os padrões arriscados, o street style e ténis que combinam na perfeição com o que canta e o que escreve na música, são sempre uma fonte de inspiração. E a barriguinha de grávida acentuada com vestidos e acessórios originais é adorável...!












Parenting Fail

Sempre me revoltaram profundamente os pais que inscrevem as crianças nos beauty pagents americanos. Não admira que esta foto tenha aparecido no Fail Blog como uma falha na maneira de educar estas duas meninas. É quase repugnante ver a tentativa tão desesperada e idiota de transformar pequenas crianças, às vezes com 4 e 5 anos, em mulheres crescidas - e ainda por cima mulheres bem pirosonas. Felizmente, aqui na Europa não conheço nenhum sítio com concursos destes. São um atentado ao direito que cada criança tem de ter uma infância real. Coisas destas deviam ser reguladas numa legislação especial que impedisse certas mães e pais de levarem os concursos a um extremo como este, mostrado na foto. Ridículo.

Achados II



Hoje foi a vez da Zara. O vestido foi 10€, e mais uma vez não resisti e comprei um casaco da nova colecção... Mas estou orgulhosa na mesma :)
Custo total - €35,95

Achados

Finalmente consegui arranjar tempo para ir caçar umas pechinchas. Por agora, ainda só fui à H&M mas o resultado foi óptimo!








Custo total? €48,95, por causa do casaquinho que era da nova colecção. Mas não deu para resistir. Os bolsos com lacinhos são adoráveis. O resto foi baratíssimo!

18.1.10

Haiti

Neste momento todos os meus sentimentos, pensamentos, desejos e esperanças estão com o Haiti. Que coisa tão trágica, tão ingrata... Cada foto ou cada filmagem que vejo põe-me à beira das lágrimas, e só espero que se consigam levantar e recuperar com a ajuda de todos nós.

13.1.10

Garden Collection, by H&M







A minha carteira só está ao alcance desta estação, mas o meu coração já está nas próximas colecções... A H&M voltou a fascinar-me e a Garden Collection desperta-me sentimentos histéricos e de compra compulsiva.
Provavelmente vou lá buscar as sabrinas, os shorts florais e/ou o vestido vermelho, dependendo do capital disponível.

Eu quero...



... as novas Melissas concebidas pela Lovefoxxx (Cansei de Ser Sexy), uma menina que eu venero desde que ouvi a Let's Make Love and Listen Death From Above pela primeira vez.

11.1.10

Meet my new boyfriends...






...só para dar alguns exemplos, porque eles andam atrás de mim que é uma coisa doida.

10.1.10

Agora sim...



... sinto muito orgulho em ser portuguesa.
Parabéns a todos nós, porque a luta é de todos nós.